REGULAMENTO INTERNO DA COMUNIDADE EVANGÉLICA FONTE DAS ÁGUAS VIVAS

Da origem 

Eu Pastor Norberto Ferreira Lucena , juntamente com a minha esposa pastora Cássia Bezerra Lucena, no desenvolvimento do nosso ministério, no meio do exercício de nossas funções, quando  pastoreávamos uma  congregação, em cidade de Deus, sempre atento ao comando do Senhor, eu e minha esposa , tínhamos a promessa de um ministério próprio e que essa igreja viria em nossas mãos pronta a qualquer momento.

Foram dois anos de espera, entretanto, sabíamos que a promessa estava para se cumprir, pois o Senhor nos mostrava a porta aberta, o que era impossível ver com os nossos olhos naturais. Isso porque, naquela congregação, havia prosperidade: almas se convertendo a cada dia, curas, libertação e avivamento.

Um dia, o Senhor nos falou: “ Chegou a hora”. Não queríamos acreditar, mas o Senhor nos confirmou de várias maneiras. A partir daí, tomamos a decisão de comunicar ao nosso pastor Orcino de Paula, a fim de que nos abençoasse.

Ele, então, nos perguntou: “ vocês já sabem para aonde vão?” Não sabíamos. Só tínhamos a direção de sair. Resolvemos aguardar mais um pouco no Senhor.

Aguardamos até o tempo em que o pastor nos pediu que ninguém soubesse da nossa saída até que ele pudesse preparar a Igreja e novos obreiros   para nos substituir. A partir daí começamos a procurar um local para alugar.Começamos a buscar na palavra e nas orações, qual seria o nome do ministério pois sabíamos que Deus tinha uma obra de restauração,com aqueles que o já haviam servido e se encontrava-se, mortos espiritualmente e desviados do caminhos do Senhor.

Deus nos deu a Palavra que esta em Jeremias 17v14 . Deus falou conosco sobre as aguas que curam , e que ele era a fonte das águas vivas. Não tinha ninguém conosco, somente nós dois sem condições de partir para um aluguel. Em uma segunda-feira, ao passar pelo largo do Anil em Jacarepaguá, decidimos visitar uma missionária Dianda Mara, que estava conosco na congregação há sete meses, exatamente o tempo que estávamos lá: no dia em que tomamos posse, foi o dia que ela nos encontrou. Ela lembrou da minha esposa, quando dirigia um culto de consagração há mais ou menos seis anos e Deus lhe trouxe a memória e começou a nos procurar. Foi à igreja inicialmente onde éramos,[Comunidade Evangélica de Oração], mas não nos encontrou, pois não fazíamos mais parte daquela igreja na qual participamos durante muitos anos onde a minha esposa se converteu, e eu fui recebido como membro com muito amor pelo Pastor Francisco Matias, e levantado a presbítero.

Em nossa saída fomos abençoado pelo ministério local em uma Santa Ceia, quando pedi ao pastor Orcino de Paula cobertura espiritual para mim juntamente com a minha esposa e o meu filho Samuel. A missionária Dianda Mara foi persistente, porque antes de nos encontrar, andou em algumas igrejas a nossa procura, quando nos achou foi exatamente no dia em que estávamos empossando a congregação e desde então ficamos devendo uma visita a ela que já congregava conosco, tendo em vista a dificuldade de ser recebida como membro , pelo ministério da igreja o seu coração estava triste e angustiado,logo ela mencionou que se nos saíssemos ela também sairia por não ter sido aceita até o momento  como membro.

Começamos a conversar sobre a nossa saída e até quando estaríamos como responsáveis pelos trabalhos na congregação. Foi aí que ela expressou o desejo de ir conosco. Falamos a ela que o Senhor tinha algo para realizar através de nossas vidas no bairro da Freguesia e adjacência e que não tínhamos ainda o local. Naquele momento começamos contemplar a porta aberta. Ela nos falou que a sua casa tinha uma promessa de virar uma igreja. Ela disse, também, que outras pessoas quiseram abrir, mas não eram elas e que não precisávamos procurar mais que a casa dela estava à disposição. Imediatamente começamos os trabalhos com o culto de consagração aos sábados pela manhã.

Da constituição

Constituição da Igreja Comunidade Evangélica Fonte das Águas Vivas, concretizou, aos quinze dias do mês de novembro de 2004, em uma de nossas consagrações, onde foi perguntado por mim Pastor Norberto a missionária Dianda Mara, qual o local da casa que estaria reservado para a edificação da Igreja.

A mesma  satisfeita e alegre expressou que todo aquele local já estava separado para a casa de Deus. Prontamente dobrei os meus joelhos e consagrei o local e logo após, os irmãos que estavam conosco, indicaram-me como pastor presidente, a missionária Cássia, como a vice-presidente, a missionária Dianda Mara como a primeira tesoureira, a irmã Érica como a segunda tesoureira, a irmã Micheli, como a primeira secretária, e a irmã Danielli como a segunda secretária.

Logo  começamos a realizar os trabalhos de cultos semanais. A cada culto o Senhor acrescentava almas,salvando, restaurando a vida espiritual daqueles que estavam mortos espiritualmente. Não parávamos de fazer a obra pois sabíamos que Deus tinha pressa em realizar algo através de nossas vidas, logo após, o primeiro aniversario o local não mas comportava a quantidade de pessoas, que estavam sendo abençoadas,começamos a orar ao Senhor pedindo uma direção de qual seria a localidade em que, deveríamos nos mudarmos, para darmos aos irmãos uma melhor a comodidade.

Lembro me como se fosse hoje ,quando no horário de uma de nossas consagrações, quando o senhor me incomodou e logo sai a procura  de um espaço para alugar. Sai, sendo guiado pelo Espírito Santo de Deus, pois eu sabia que existia uma responsabilidade sobre os meus ombros, de administrar uma Igreja , Espiritual e material. Ao caminhar a procura do que Deus havia preparado para nos, caminhei, quase 2 km, , a cada local em que a visitava , me aproximava mas não testificava em meu coração. Quando me aproximei da estrada  de Jacarepaguá, a vistei uma praça, e logo pensei que local , ótimo para estabelecer uma igreja, mas quando observei, já havia uma Igreja estabelecida, dei glória a Deus mas não me desanimei pois sabia que Deus, estava em minha direção, quando atravessei a estrada, de longe observei, outra praça, e logo o meu coração se alegrou, quando coloquei os pés naquela praça, pude sentir segurança, autoridade do que Deus estava colocando em minhas mãos.Ao olhar para frente, logo observei um prédio de dois andares, com uma praça de vendo, quando observei a praça estava o nome de um irmão que já havia sido benção em nosso casamento que era dono de uma imobiliária, logo Deus falara comigo que o iria usá-lo para nos abençoar, não posso deixar de citar o nome do nosso irmão Ostinho, que foi um homem usado por Deus,  a pesar dos obstáculos, eu sabia que Deus queria  provar a minha Fé e autoridade” O meu justo viverá pela fé, e se este retroceder o meu prazer não esta nele” Hebreus 10v38.

Ao procurar o irmão Ostinho, não o encontrei, regressei para a igreja em jardim Clarisse, e comuniquei aos irmãos, que estavam na consagração, sob a direção da miss. Cássia em oração,quando cheguei com a noticia,os irmãos se alegraram, e abraçaram esta causa juntamente comigo. Convoquei um grupo de irmãos que juntamente conosco, estiveram no local e levantamos um clamor,determinando que a quele local seria, Casa de Deus.

Deus honrou a nossa fé, dias depois, o proprietário nos liberou o local, para pagamento de aluguel, não satisfeito, pois sabia, qual o propósito de Deus, enfrentamos um desafio de compra do local, passados 3[três] meses, fis uma proposta de compra do local, que logo foi aceito pelo proprietário, que incluiu, as mensalidades de aluguel já pagos no valor da compra, e parcelou o pagamento em 17 [ dezessete] parcelas. *Pois nem só de pão vivera o homem mas de toda palavra que sai da boca de Deus *Dt8v3. Alguns dos irmãos que estiveram conosco , desistiram do propósito, mas Deus, colocou, junto de nós um grupo que perseverou, e juntamente enviou outros para nos ajudar e a honrar, com os nossos compromissos.por isto  glorificamos ao nome do Senhor por tudo o quem tem feito e por tudo que vai fazer, e isto me vês ver que somos totalmente dependentes de Deus.

Clique para ouvir a Rádio Melodia FM


ao vivo



Curta-nos no FaceBook